Notícias

Veja como dar entrada de forma correta no pedido de indenização do Seguro Dpvat

Acidentes ocorridos neste ano de 2021 não estão mais sobre responsabilidade da Seguradora Líder, mas da CEF

Assessoria de Imprensa
Os pagamentos são feitos normalmente em até 30 dias após entrada.

Os pagamentos são feitos normalmente em até 30 dias após entrada.

No ano passado, cerca de 50% dos pedidos devidos de indenização do Seguro Dpvat foram pagos em até 10 dias, segundo a Seguradora Líder. Esse resultado, segundo a empresa, foi resultado do investimento em diversas iniciativas ao longo dos últimos anos para simplificar o acesso e para conscientizar a população sobre como dar entrada de forma correta.

E, pensando em facilitar a compreensão de vítimas e beneficiários de acidentes ocorridos até 31/12/2020, veja quatro dicas para dar entrada no Seguro Dpvat. 

IMPORTANTE - Os acidentes ocorridos neste ano de 2021 não estão mais sobre responsabilidade da Seguradora Líder, mas da Caixa Econômica Federal. Portanto, se você ou um familiar sofreu um acidente este ano deve entrar em contato com a CEF.

Reforçando, se o acidente foi até 31 de dezembro do ano passado, confira essas dicas:

 

Dica 1:

 

O primeiro item fundamental é compreender a qual cobertura você tem direito. Afinal, se você fizer a solicitação para a cobertura errada, seu processo será negado e terá que dar entrada em um novo pedido, adiando cada vez mais o recebimento da indenização.

Se, por exemplo, você sofreu um acidente e está com algum membro imobilizado ou com tipoia, não pode solicitar – ainda – o seguro por Invalidez Permanente, já que esta cobertura é válida apenas para quem já tem o laudo do médico informando a sequela definitiva no membro. Mas, enquanto está em tratamento aguardando pelo laudo, a pessoa pode solicitar a cobertura por Reembolso de Despesas Médicas para cobrir os gastos com remédios, consultas, entre outros. E, depois, com o laudo em mãos, dar entrada no pedido por Invalidez Permanente;

 

Dica 2:

 

O segundo passo é preencher o formulário do “Pedido do Seguro DVPAT”, que centraliza as principais informações das vítimas de acidentes de trânsito e seus beneficiários para as três coberturas do Seguro - morte, invalidez permanente (parcial ou total) e despesas médicas (DAMS). Lembre-se de incluir as informações corretamente em cada campo.

  • Logo na primeira linha, você precisará informar a cobertura solicitada;
  • Na segunda linha, preencher exclusivamente com os dados da vítima (se for a primeira vez que você dá entrada, deixe “Nº do Sinistro” em branco);
  • Dos números 5 ao 16 e nos números 20 e 21, preencha com os dados de quem vai receber o seguro (seja a vítima ou o beneficiário);
  • De 17 a 19, só preencha caso a vítima ou o beneficiário – ou seja, a pessoa que irá receber o Dpvat – for menor de idade;
  • O item 22 é válido exclusivamente para a cobertura por Invalidez Permanente, nos casos em que o beneficiário não possui o laudo do IML. Lembre-se: se este não for o seu caso, deixe o campo em branco;
  • Os itens 23 ao 33 são para preenchimento exclusivo do beneficiário que estiver dando entrada na cobertura por morte. Mais uma vez: se este não é o seu caso, não preencha nenhum destes campos;
  • Os números do 34 ao 37 são para preenchimento apenas em caso de beneficiário não alfabetizado. Caso você seja alfabetizado, deixe os referidos campos sem serem preenchidos;
  • O box de “testemunhas” (itens 38 e 39) só devem ser preenchidos em dois casos: em solicitação do Dpvat na cobertura por morte ou se o beneficiário não for alfabetizado. Nos demais casos, estes campos devem ficar em branco;
  • Ao final, não se esqueça de incluir a data e o local (cidade/estado) do seu pedido e assinar no campo devido – seja você o próprio beneficiário (item 41), o representante legal (item 42) ou um procurador que está solicitando em nome de um beneficiário (item 43).

 

Dica 3:

 

Em terceiro lugar, é preciso reunir as documentações completas para a cobertura solicitada. Para qualquer uma das três – Morte, Invalidez ou DAMS – você precisará apresentar o boletim de ocorrência do acidente, mais conhecido como B.O; o CPF e o RG da vítima e do beneficiário, caso não sejam a mesma pessoa; e o Formulário do Pedido do Seguro Dpvat. Além disso, há documentos específicos para cada uma das coberturas. A lista completa está disponível nos seguintes links:

  • Indenização por Morte;
  • Indenização por Invalides Permanente;
  • Reembolso de Despesas Médicas.

 

Dica 4:

 

A quarta e última orientação é: dê entrada no seu pedido em um dos canais oficiais da Seguradora Líder. É um processo 100% gratuito e você pode fazer sozinho.

Para fazer a solicitação da indenização, basta ir a um dos Pontos de Atendimento autorizados. A lista completa está disponível aqui. Ou, então, você pode fazer o pedido de forma 100% remota pelo aplicativo Seguro Dpvat, da Seguradora Líder, disponível para iOS e Android.

 

Ainda tem dúvidas?


Em caso de dúvidas, a Seguradora Líder mantém à disposição da população sua Central de Atendimento, disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h (exceto em feriados nacionais), pelos números 4020-1596 (para Capitais e Regiões Metropolitanas) ou 0800 022 12 04 (pra outras Regiões), e o Assistente Virtual, que pode ser acessado via chat ou WhatsApp, pelo número (21) 96781-3444. Disponibiliza, ainda, um canal direto em sua página do Facebook, para auxiliar vítimas e beneficiários com informações sobre o Seguro.