Notícias

Artigo - Afinal, o que é fundamental levar em consideração na escolha por um seguro?

O que você espera ao contratar um seguro? Qual o tipo de cobertura que você precisa?

Ana Paula Schwenck
Posts assim você vê todos os dias em nossas redes sociais!

Posts assim você vê todos os dias em nossas redes sociais!

O surgimento de diversas empresas, especialmente as nativas digitais, facilita todos os dias o acesso do consumidor a opções que antes eram bem mais restritas, deixando a democratização de serviços bastante evidente. E não foi diferente com o mercado de seguros, que também vem acompanhando essa tendência em busca de soluções cada vez mais práticas, descomplicadas e inteligentes na hora de oferecer esse serviço.

De acordo com o Insurtech Report 2020, já são mais de 113 insurtechs existentes no Brasil. Elas são responsáveis por uma disrupção no mercado de seguros, já observada por empresas em outros setores como financeiro ou de mobilidade.

E com tantas novas opções para proteger seu automóvel ou seu celular, é natural que haja dúvidas sobre qual a melhor escolha, especialmente, por se tratar de um decisão muito pessoal.

O que você espera ao contratar um seguro? Qual o tipo de cobertura que você precisa? Qual o valor que cabe no seu bolso? Qual o uso do bem que você quer segurar?

Todas essas perguntas são importantes e devem guiar uma decisão consciente. A partir delas você vai observar os preços do mercado, o nível de praticidade, o modelo de negócios de cada empresa, quais as políticas de reembolso e avaliar qual se encaixa melhor no seu momento de vida.

Porém, é claro que em um setor já tão tradicional, pensar em cada um desses aspectos pode parecer mais um obstáculo. Por isso mesmo, saber por onde começar e contar com empresas que facilitam esse processo ajuda demais na hora da decisão.

 Algumas dicas que podem ser úteis para você proteger seus bens de valor:

1 - Escolha das coberturas

Antes de contratar um seguro, pense nos seus hábitos e costumes no dia a dia. Assim, é mais fácil entender quais coberturas você realmente precisa: roubo e furto, colisão, perda total, cobertura para terceiros, reboque (com ou sem limite de quilometragem), assistência 24 horas etc. Optar por contratar apenas os serviços que você tem chances de acionar, eventualmente, pode deixar sua mensalidade mais barata.

2 - Conheça as franquias e carências

Franquia é o quanto você paga à seguradora em caso de sinistro e é importante conhecer esses valores antes da contratação. Muitas vezes, uma mensalidade mais em conta esconde franquias altas e, em caso de acidentes, você pode acabar gastando mais dinheiro do que em uma seguradora sem franquias ou valores mais baixos.

Vale a pena também entender sobre a carência, que é o prazo para você estar protegido após contratar o seguro. Se algo acontecer antes desse tempo, pode ser que você não receba o valor esperado.

3 - Seja sincero ao passar informações à seguradora

Passe somente informações verdadeiras, tanto ao solicitar a cotação e preencher o cadastro inicial quanto ao solicitar uma assistência ou notificar um sinistro. Informações incorretas e dados imprecisos podem dificultar ou atrasar esses processos ou até mesmo impedir que você receba o seu reembolso.

4 - Mantenha seus dados sempre atualizados

Assim como passar informações precisas, é de extrema importância manter seus dados atualizados para evitar problemas ao acionar o seguro. Sempre que tiver alteração de endereço, telefone de contato, modelo do veículo ou qualquer dado que você já tenha passado anteriormente à empresa, atualize seu cadastro.

5 - Mantenha um bom histórico como motorista

As seguradoras podem levar em consideração o seu histórico como motorista ao precificar o seu seguro de automóvel. Informações sobre multas ou se você já se envolveu em acidentes podem deixar sua mensalidade mais cara ou mais barata. Dirigir com cautela, além de garantir mais segurança no seu dia a dia, pode dar uma aliviada no bolso também.

6 - Faça cotações e compare os preços

Finalmente, sabendo de tudo isso que pode te ajudar a economizar no seguro, a última dica é: compare! Faça cotações em mais de uma seguradora, entenda sobre as coberturas, franquias e carências, e contrate o que fizer mais sentido para o seu momento e estilo de vida.

Conheça também a reputação da seguradora que pretende contratar, quem são as pessoas que estão por trás do negócio, as avaliações de atendimento e satisfação da companhia, tanto nas redes sociais como em sites específicos. Assim, você tem mais chances de encontrar o seguro que mais combina com seu momento de vida e que proteja seus bens da melhor maneira.

Ana Paula Schwenck é responsável pelas áreas de Marketing e Marca da Pier Seguradora.