Notícias

No Brasil, quase metade da população já teve celular furtado ou roubado

Levantamento mostra que medo é maior entre os brasileiros que já tiveram um smartphone roubado ou furtado alguma vez na vida.

Da Redação
É preciso ter cuidado ao utilizar o celular em público para não ter problemas.

É preciso ter cuidado ao utilizar o celular em público para não ter problemas.

A cada duas pessoas que têm acesso à internet, uma já teve o celular roubado ou furtado pelo menos uma vez. Pelo menos é o que aponta uma pesquisa divulgada recentemente pela Panorama Mobile Time/Opinion Box. Os dados apontam que 47% dos brasileiros passaram por esta situação.

Talvez por isso o medo de ter o aparelho roubado é grande. Cerca de 85% responderam que evitam atender chamadas enquanto caminham nas ruas. A preocupação é maior entre as mulheres. Na pesquisa, 88% disseram que evitam atender ligações quando estão na rua (42% em qualquer rua e 46%, dependendo da rua).

A corretora de seguros Cristiane Reikdal, que mora em Curitiba, diz que para evitar problemas, evita andar com o aparelho à mostra quando está na rua. Ela tem seguro do aparelho, e como faz parte dos outros cerca de 50% que não tiveram problemas com furto ou roubo, não precisou acioná-lo.

Entre os homens, a atitude cautelosa é de 78% deles (22% em todas as ruas e 56%, em algumas delas).

O levantamento mostrou ainda que  medo é maior entre os brasileiros que já tiveram um smartphone roubado ou furtado alguma vez na vida: 87% destes evitam atender chamadas quando estão na rua; contra 81% daqueles que nunca foram vítimas. 

Apesar dos números, apenas 15% afirmaram ter seguro contra roubo de aparelho. 

Cristiane diz que, algum tempo atrás, uma pessoa lhe pediu ajuda para resolver um problema relacionado ao furto do aparelho, pois o corretor desta pessoa havia dito que a seguradora negou o pagamento, sem fornecer maiores explicações. “Quando fui atrás para dar um suporte verificamos que foi negado pelo fato de ter sido furto simples, que realmente não tem cobertura”, explica.

Realmente. A maioria dos seguros para celular cobre apenas roubo e furto qualificado. Isso significa que a apólice não cobre furtos simples, como o sumiço do celular de dentro da bolsa no ônibus ou de cima da mesa do restaurante, sem deixar algum dano aparente. “É preciso deixar claro para o segurado que o furto simples não tem cobertura”, ressalta Cristiane.